hipoglicemia

O que é Hipoglicemia?

A hipoglicemia ocorre quando os níveis de glicose do sangue (açúcar) estão abaixo do considerado normal. Não é considerada uma doença, pode ser apenas um quadro de reação do organismo, causado por algum tipo de medicamento ou falha na alimentação. No entanto, requer cuidado.

Quais são as causas?

A hipoglicemia pode ter diversas causas. Algumas delas são:

– Consumo exagerado de bebidas alcoólicas;

– Jejum prolongado (é mais frequente em jejuns com mais de 72 horas de duração);

– Esforço físico excessivo (os músculos consomem a glicose circulante e os neurônios ficam sem obter energia de maneira adequada);

– Medicamentos como insulina e hipoglicemiantes orais são os que mais causam hipoglicemia, mas ela pode ocorrer com a ingestão de aspirina, anti-inflamatórios, beta-bloqueadores (por exemplo, o Propranolol) e alguns antibióticos;

– Hipoglicemia reativa (ocorre 1 a 3 horas após as refeições devido à rápida absorção dos carboidratos);

– Tumores produtores de insulina (muito raros, mas precisam ser pesquisados em alguns casos);

– Cirurgia para redução ou retirada do estômago, geralmente realizadas para auxiliar na perda de peso corporal ou devido a tumores localizados no estômago.

 

Quais são os sintomas?

A hipoglicemia ocorre quando não há níveis de glicose no sangue suficientes para fornecer energia às células cerebrais. As demais células do corpo conseguem obter energia por meio da quebra de gorduras e proteínas armazenadas, mas os neurônios são nutridos exclusivamente por glicose. Por isso, a hipoglicemia é um sinal de que as células nervosas estão em sofrimento.

Alguns sintomas são: tremores, tontura, palidez, suor frio e excessivo, fraqueza, sensação de desmaio ou de “morte iminente”, dor de cabeça, alterações do estado de consciência. Pode-se até chegar a convulsões.

Qual é o tratamento?

O tratamento da hipoglicemia está diretamente associado à causa do distúrbio. A retirada cirúrgica de tumores, a abstinência de álcool em jejum, a ingestão de medicamentos, por exemplo, são formas de solucionar o problema. Procure um médico, clínico geral ou endocrinologista para uma avaliação. Não ignore as crises de hipoglicemia, isto pode ser perigoso para a sua saúde.

 

Intervenção nutricional:

* Evitar períodos prolongados em jejum, fazendo intervalos regulares entre as refeições (comer de três em três horas), mantendo o hábito de cinco a seis refeições ao dia;

* Refeições menores e mais próximas umas das outras ajudam a prevenir a queda da glicose no sangue;

* Refeição leve, à base de carboidratos e proteínas, antes de dormir ajuda a prevenir crises noturnas de hipoglicemia;

* A prática de exercícios físicos pode exigir o consumo de carboidratos para evitar a queda brusca dos níveis de glicose no sangue;

* No caso de hipoglicemia reativa, evite a ingestão de carboidratos simples (açúcar branco, farinha branca, doces). Dê preferência para os carboidratos complexos (arroz integral, farinha integral) ou associação de carboidratos com gorduras ou proteínas (pão com manteiga e não pão puro), que demoram mais para serem absorvidos.

No entanto, uma vez instalada a crise hipoglicêmica é recomendado tomar um copo de suco de laranja ou de refrigerante não dietético, ou meio copo de água adoçada com uma colher de açúcar, ou ainda chupar balas para repor os níveis de glicose. O efeito será mais rápido se esses alimentos forem ingeridos junto com carboidratos de rápida absorção, como pães e biscoitos. Se o nível de consciência estiver comprometido, o paciente deve ser encaminhado para atendimento médico para receber a medicação adequada.

Até a próxima semana!

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Publicado por

facebook-profile-picture

Nathália Espin

Nathália Espin, 23 anos, formada em Nutrição e pós-graduada em Bases Nutricionais do Esporte – Nutrição Esportiva. Atua na área de Nutrição Clínica com esportistas e atletas de diversas modalidades, além de crianças, obesos, gestantes, idosos, ou seja, todos aqueles que buscam melhora na qualidade de vida. Apaixonada pelas incríveis transformações que uma boa alimentação é capaz de fazer na saúde, mente e corpo. Email: nutri.espin@gmail.com Instagram: @nutriespin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>