dieta-carbo

O carboidrato é mesmo nosso inimigo?

Encontramos em todos os lugares dietas que sacrificam o carboidrato, até mesmo excluindo-o totalmente, como se fosse um verdadeiro inimigo. Mas será que ele é mesmo tudo isso? Vamos conhecer um pouco mais sobre esse macronutriente.

Os carboidratos servem como combustível, reserva de energia. Em nossa alimentação consistem, quase que exclusivamente, em monossacarídeos (podendo distinguir em di, oligo e polissacarídeos), glicose, frutose e galactose.  Temos como fonte de glicose mel e frutas, assim como a frutose. Já a galactose encontramos na lactose, açúcar do leite.
Podemos citar o amido como maior carboidrato encontrado no alimento, sendo ele responsável por armazenar energia nas plantas. Os grãos e cereais contém 75% de amido e as batatas perto de 65%.


importancia-dos-carboidratos

Quando ingerimos o carboidrato em quantidades adequadas, respeitando o armazenamento limitado, ele é estocado no fígado e no músculo como glicogênio, o qual é a principal reserva energética.

Se o armazenamento é no fígado, é utilizado como reserva para garantir os níveis de glicose no sangue e como essencial fonte de energia para o nosso Sistema Nervoso Central.

Já quando estocados no músculo, o glicogênio muscular serve como principal fonte de energia para os músculos. Como a energia armazenada em forma de ATP e outros fosfatos, energias geradas através da respiração celular, acabam em alguns segundos, e o sistema fornecido pelo sangue demora um pouco, o glicogênio muscular é a única fonte intermediária de energia.

fadiga

Devido à capacidade limitada de armazenamento do organismo, quando consumimos carboidratos além de nossas necessidades, eles são convertidos e armazenados em forma de gordura.

Apesar disso, vale ressaltar que todos os nutrientes energéticos consumidos em quantidades superiores à necessidade de energia são convertidos em gordura. Portanto, o carboidrato não é o único “vilão”.

Ou seja, quando em uma dieta balanceada, o carboidrato é nosso aliado. Fornece energia para nossos músculos durante os treinos e regula nosso nível sanguíneo.

Tome cuidado com as dietas da moda. O correto é consumirmos todos os tipos de alimento (carboidrato, proteína, gordura, vitaminas, etc), mas na quantidade correta, além de selecionar os melhores alimentos de cada grupo. Um nutricionista pode te orientar em relação a isso.

 

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Publicado por

facebook-profile-picture

Nathália Espin

Nathália Espin, 23 anos, formada em Nutrição e pós-graduada em Bases Nutricionais do Esporte – Nutrição Esportiva. Atua na área de Nutrição Clínica com esportistas e atletas de diversas modalidades, além de crianças, obesos, gestantes, idosos, ou seja, todos aqueles que buscam melhora na qualidade de vida. Apaixonada pelas incríveis transformações que uma boa alimentação é capaz de fazer na saúde, mente e corpo. Email: nutri.espin@gmail.com Instagram: @nutriespin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>