exercicios2

Exercício Físico e Depressão

A vida estressante tem sido um dos fatores frequentes que tem desencadeado a depressão.

A depressão é uma doença como outra qualquer que necessita de tratamento. De forma bem simplista, o cérebro é formado de células chamadas de neurônios, que se comunicam através de substâncias chamadas de neurotransmissores que quando não circulam da forma adequada produzem a depressão. 

O início e a duração do processo depende de fatores biológicos, personalidade, estilo cognitivo e recursos de enfrentamento, que caracteriza o quadro de cada um.

A pessoa depressiva torna-se cada vez mais negativa e derrotista, o que, por sua vez, mantém e agrava a depressão. Embora a depressão diminua a energia e a motivação, é extremamente importante que a pessoa se mantenha ativa.

A prática de exercícios regulares, como uma caminhada rápida, musculação com ritmo mais aeróbico, entre outros, eleva o humor e protege da depressão. Está comprovado cientificamente que o exercício físico regular pode ser tão eficaz quanto os medicamentos antidepressivos para tratar a depressão entre jovens com o distúrbio leve a moderado.

Veja alguns dos benefícios do exercício físico regular:

– aumenta a produção de endorfina, noradrenalina e dopamina que melhoram o humor; – eleva a energia disponível no corpo, o que proporciona maiores reservas para lidar com as situações estressantes que surgem no dia-a-dia;

– intensifica a auto eficiência, visto que o empenho em participar de algo ‘difícil’ ajuda a sentir-se bem e aumenta a percepção de controle;

– propicia melhor sensação física e psicológica;

– promove mais disposição, o que auxilia no aumento da autoestima;

desvia a concentração de pensamentos negativos pelo fato de mudar de ambiente e atividade.

É mais difícil tratar da depressão em estágio grave com as estratégias mostradas acima.

A consulta a um profissional de saúde mental é essencial. Em alguns casos, é de suma importância a medicação antidepressiva e psicoterapia. Apenas um profissional saberá como proceder.

Ressalto que a medicação equilibra a química do corpo e a psicoterapia propicia a mudança de pensamentoemoção e comportamento, que nutrem a depressão.

Ao alterar a forma de pensar e agir alteramos o mecanismo da depressão.

#PENSENISSO

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Publicado por

facebook-profile-picture

Káthia Regina

Káthia Regina é pós graduada em Psicoterapia Breve, Cognitiva Comportamental e Psicossomática. Mestre em Psicologia da Saúde, Doutora em Neurociência e Especialista em EMDR (Traumas). Possui trabalhos desenvolvidos em ambulatório FMUSP e FMABC. Adora a profissão, dá ênfase ao bem-estar, satisfação e qualidade de vida. Seu objetivo é complementar e ampliar o potencial humano em sua concepção de ser, mente e corpo. Email: kathia4fitclub@gmail.com Instagram: @kathia4fitclub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>