tagdiadolixo

Dia do lixo

O sonho de quem realiza dieta restrita é sempre a refeição livre, mais conhecida como dia do lixo. Mas você sabe o que isso pode fazer com seu corpo?

Ao iniciarmos uma alimentação balanceada retiramos primeiramente alimentos com grande teor de gordura, sódio, açúcar e também modificamos o modo de preparo de alguns alimentos, principalmente a fritura por imersão. Essas mudanças também alteram o modo de funcionamento do organismo, mudando a digestão, funcionamento intestinal, entre outros.

Quando falamos de refeição livre sempre corremos para os alimentos que “dão mais saudade” no dia a dia, que na verdade são: batata frita, lanches, salsicha, empanados, doces em geral, e milhares de outros que nos fazem se deliciar durante uma refeição.

Mas se pararmos para pensar, esses alimentos não são de verdade, por exemplo: um mini empanado possui 15 ingredientes e 6 aditivos que são: estabilizantes, realçadores de sabor, aromatizantes naturais, espessantes e corantes. Além disso, você não vai consumir ele assado igual ao frango e peixe da dieta, certo? Vamos fritar em muito óleo para ele ficar mais gostoso! E isso você faz só para começar o dia!

Fibras, nutrientes, vitaminas e minerais equilibram nosso organismo e alinham todo o sistema digestivo para trabalhar em perfeita harmonia. Ao mudarmos isso, causamos um desentendimento entre o prazer, enviado pelos impulsos cerebrais, e os movimentos já “ensaiados” pelo trato digestório.
O estômago, que estava acostumado a digerir apenas fibras e alimentos leves, recebe um bolo alimentar pesado, cheio de gordura. A digestão fica mais lenta, o suco gástrico precisa agir por mais tempo em um ambiente que não está mais acostumado, deixando irritações naquela área. É a famosa queimação estomacal.

Já o intestino, que estava recebendo bolos fecais sequinhos e prontos para serem eliminados, recebe muita gordura, que precisa de muito mais tempo para ser eliminada. Isso causa diarreia ou intestino preso dependendo de seu histórico.

Você acha isso tudo válido? Afinal, quando buscamos uma alimentação saudável não é apenas pensando em nosso físico, mas também em nosso bem-estar.

Fique atento as suas escolhas!

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Publicado por

facebook-profile-picture

Nathália Espin

Nathália Espin, 23 anos, formada em Nutrição e pós-graduada em Bases Nutricionais do Esporte – Nutrição Esportiva. Atua na área de Nutrição Clínica com esportistas e atletas de diversas modalidades, além de crianças, obesos, gestantes, idosos, ou seja, todos aqueles que buscam melhora na qualidade de vida. Apaixonada pelas incríveis transformações que uma boa alimentação é capaz de fazer na saúde, mente e corpo. Email: nutri.espin@gmail.com Instagram: @nutriespin

Um comentário em “Dia do lixo”

  1. Eu parei de fazer o dia do lixo, eu tirava o domingo e comia só uma besteira, mas não me sentia mto bem e quando chegava na segunda pra treinar me sentia mais pesada e não rendia muito bem a semana, hj consegui grandes objetivos que não conseguia e percebi que pra mim e para o meu organismo o dia do lixo não dever muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>