Desvendando o CORE

Afinal, o que significa isso? Quais músculos fazem parte deste grupo? Fortalecer me ajuda em quê?

CORE é a sigla que representa o centro de produção de força do nosso corpo, localizado na região da nossa cintura pélvica (quadril). Aproximadamente 25 músculos compõem a região do CORE. Boa parte deles são músculos mais profundos que estabilizam a região.

O fortalecimento dessa região é de extrema importância. Por se tratar de músculos que estabilizam o movimento, eles devem estar firmes o suficiente para suportar cargas e movimentos mais intensos. Estudos revelam que antes de qualquer movimento com os membros ou mudanças de direção, a musculatura que compõe o CORE entra em contração 0,15 segundos antes de o movimento acontecer.

E eu já escutei: “Mas Ton, eu faço muitos abdominais na academia e continuo com dor na região lombar.” É por fazer somente o tradicional abdominal que as pessoas têm dor nesta região. A musculatura abdominal superficial, que é aquela mais visível, é a responsável pelo movimento do tronco. Um desequilíbrio entre essa musculatura e a musculatura estabilizadora é um dos fatores que causam dores na região lombar, pois o corpo pode estar mais estético, porém menos funcional para aguentar os movimentos. Portanto, essa musculatura estabilizadora deve ser trabalhada tanto quanto a musculatura superficial.

O CORE tem sido considerado o grande herói das dores lombares, muito comuns dentro das academias e atividades esportivas, inicialmente realizando fortalecimento isométrico (sem movimentos, as famosas pranchas) e evoluindo para o fortalecimento isotônico (com movimentos), como rotações.

O ideal é trabalhar a variedade de exercícios. Algumas academias disponibilizam aulas de fortalecimento abdominal com ênfase em toda a região do CORE. Qualquer dúvida procure um instrutor que possa orientá-lo nesse tipo de trabalho.

Grande abraço a todos.

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.