Ansiedade e algumas implicações

image

 

A ansiedade influencia o modo de pensar, o funcionamento do corpo e é parte de um complexo processo de superação. Entenda como.

Quando a ansiedade dispara, há uma alteração em cadeia no pensar, sentir e reagir, como consequência. Ao se sentir ansioso há uma redução natural da atenção para te dispersar de seus temores. Isso limita a capacidade de pensar com mais clareza ou processar outras informações de forma normal.

Como a ansiedade propicia uma percepção de ameaça, desencadeando reações de luta ou fuga, o corpo também acompanha essas mudanças. Uma onda de adrenalina provoca o aumento dos batimentos cardíacos, da pressão sanguínea e ocorre uma tensão muscular. A ansiedade contínua pode causar outros sintomas físicos, como palpitações cardíacas, diarreia, tontura, problemas digestivos, perda ou aumento de apetite, dificuldade de sono e fadiga. Em alguns casos, pode causar até ataque de pânico.

Um nível moderado de ansiedade não constitui problema, é saudável. No esporte, por exemplo, a ansiedade que antecede a competição pode aumentar a motivação e direcionar os competidores a vencer seu concorrente, conquistando a vitória.

 

image

 

Esse é o exemplo da ansiedade que desempenha seu papel pela via positiva. Níveis moderados de ansiedade em reação a uma tarefa exigente podem mantê-lo motivado e produtivo. Um dose adequada de ansiedade não consiste em algo ruim. O problema surge quando esse grau aumenta.

 

A ansiedade muito elevada prejudica o desempenho e traz uma sensação de mal estar. Um nível alto de ansiedade em relação às exigências na vida pessoal, trabalho, esporte, estudo, relacionamento, etc, acarreta erros, produtividade reduzida e esgotamento.

 

image

 

Quando a pessoa está ansiosa, os indivíduos que estão perto notam alguma coisa de errada, mesmo que não seja dita uma única palavra. As atitudes do ansioso se tornam tensas e sérias, e há uma tendência natural de entrar na agitação com mais facilidade.

 

Com os sentidos, sobretudo a audição, olfato e visão, aguçadamente concentrados no ambiente ao redor, um pequeno ruído ou movimento súbito pode levar a um sobressalto. Com a ansiedade elevada é intensificado ainda mais o desejo de bem-estar a curto prazo, busca pelo prazer imediato, o que amplia a vontade de beber, comer ou fumar, pelos sentidos estarem tão aguçados.

 

Observe a importância de conhecer um pouco mais sobre como você vive e lida com a ansiedade. Quanto mais autoconhecimento e recursos tiver, mais conseguirá manter a ansiedade num limiar médio ou baixo, que é o mais saudável e usá-la como fonte motivadora. Assim, a ansiedade trabalha a favor de seus objetivos e conquistas.

 

#PENSENISSO

Comentários

There is no ads to display, Please add some

Publicado por

facebook-profile-picture

Káthia Regina

Káthia Regina é pós graduada em Psicoterapia Breve, Cognitiva Comportamental e Psicossomática. Mestre em Psicologia da Saúde, Doutora em Neurociência e Especialista em EMDR (Traumas). Possui trabalhos desenvolvidos em ambulatório FMUSP e FMABC. Adora a profissão, dá ênfase ao bem-estar, satisfação e qualidade de vida. Seu objetivo é complementar e ampliar o potencial humano em sua concepção de ser, mente e corpo. Email: kathia4fitclub@gmail.com Instagram: @kathia4fitclub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>